Waldez Ludwig e o conhecimento

maio 3rd, 2012 | 0 comments

Conheco um vídeo do programa Sem Censura no qual as primeiras palavras do Waldez Ludwig foram estas:

“É uma transformação na economia toda, então o resumo da ópera é assim:

  • Nós temos uma economia baseada em conhecimento (só se vende, só se compra se tiver conhecimento);
  • Se ela é baseada em conhecimento, o que importa mesmo é a inovação. O único fator de competitividade que sobrou pras empresas chama-se inovação (capacidade de inovar);
  • Inovação só vem de gente. Inovação não vem de máquina;
  • Então, o ser humano passou a ser a chave da estratégias das empresas.”

É estranho ver países desenvolvidos mandando seus produtos serem fabricados na China. O conceito de país desenvolvido já se separou do conceito de país industrializado. Hoje, o país desenvolvido produz conhecimento, inovação, design, patentes, ou seja, atividades intelectuais.

Aos países pobres, a indústria e sua poluição; aos países ricos, a inteligência por trás da produção.

Mas as patentes podem garantir que seu produto não será copiado. Já a ideia, o conhecimento, ele pode ser copiado por todos. Então, a maneira de manter-se no topo é renovar o conhecimento antes dos concorrentes, ter novas ideias: por isso, a inovação.

E, como máquina não inova, o centro da produção voltou a ser o funcionário. E isso afeta diretamente a estratégia das empresas.

Aliás, outro dia eu compreendi o que significa o termo “estratégico”, em administração. Está relacionado aos rumos que a empresa deve seguir, às decisões que os executivos devem tomar, a busca por vantagens competitivas que possam dar um caminho lucrativo.

E vantagem competitiva é um pequeno monopólio de curto prazo, algo que seu produto tem que os outros não tem, e que leva as pessoas a comprá-lo.

Faz muita diferença compreender isso e nos deixa anos luz dos conceitos de administração de décadas atrás.

Sobre estes temas, recomendo estes dois vídeos do Waldez Ludwig.

Programa Sem Censura

Gestão Estratégica (SEBRAE)

E sobre a substituição da sociedade industrial pela sociedade do conhecimento, recomendo uma palestra de 13 partes do Marcos Cavalcanti: A nova sociedade do conhecimento

Tagged

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre lang="" line="" escaped="" highlight="">