Aprender uma ou mais linguagens?

março 20th, 2012 | 0 comments

Acabo de ler um ótimo artigo sobre tipagem. No final, a frase:

“Utilizar uma única tecnologia para fazer tudo é como usar somente um tipo de material para todas as partes de uma construção.”

Fiquei pensativo… Decidi testar isso numa prática com as linguagens humanas, para visualizar por outro ponto de vista.

Abrir o tradutor da google e testei, em 6 idiomas, a seguinte frase:

Eu vi um pássaro azul na janela

Os resultados foram estes:

  1. I saw a blue bird in the window (ingl̻s Р24 letras)
  2. Eu vi um pássaro azul na janela (português – 25 letras)
  3. Yo vi un pájaro azul en la ventana (espanhol – 27 letras)
  4. Ho visto un uccello blu nella finestra (italiano – 32 letras)
  5. J’ai vu un oiseau bleu dans la fenêtre (francês – 31 caracteres)
  6. Ich sah einen blauen Vogel im Fenster (aleṃo Р31 letras)

A princípio, inglês foi a mais econômica de todas, seguida do português. Mas, digamos que cada palavra desta frase seja uma parte de um programa, e eu quisesse otimizar meu trabalho agregando diferentes linguagens, este seria um resultado possível:

I vu a bird blu im janela (19 letras)

Nesta frase, há pelo menos uma palavra de cada idioma. Mas digamos que eu queira manter o mais “em português” possível:

I vi a bird blu na janela (19 letras)

Continuo com as 19 letras e consegui diminuir o número de idiomas para três: português, italiano e inglês. Para excluir o italiano dessa lista, eu posso ganhar só mais uma letra, assim:

I vi a bird azul na janela (20 letras)

Na prática, diminuí 17% de código da frase em inglês e 35% das versões em francês e em alemão. Num grande programa, essa economia faria diferença. Agora, estou usando apenas dois idiomas e posso lidar com as incompatibilidades de ordem substantivo-adjetivo delas (bird azul ou azul bird?).

Mas será que vale a pena?

  1. Não seria melhor escolher uma boa linguagem e se aprofundar nela?
  2. Ou será melhor aprender as seis e buscar o máximo de otimização, em todas as situações?

Penso que a primeira é a melhor opção.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre lang="" line="" escaped="" highlight="">