Apostilas de Educação Física do 2º bimestre

maio 28th, 2011 | 1 comment

Aqui segue links de apostilas de Educação Física que fiz, para o segundo bimestre, em pdf:

Ensino fundamental

6º ano: http://www.megaupload.com/?d=VX1DPNY0

7º ano: http://www.megaupload.com/?d=HGZLGUE7

8º ano: http://www.megaupload.com/?d=0YKRMBA8

9º ano: http://www.megaupload.com/?d=S3UGVQJT

Ensino médio

1º ano: http://www.megaupload.com/?d=8XSJ0WEL

2º ano: http://www.megaupload.com/?d=43SKM55T

 

 

 

Modelos de questões de prova 2

maio 16th, 2011 | 0 comments

O modelo de questão Verdadeiro ou falso modificado, apresentado em outro artigo, não irá funcionar bem em provas com gabarito.

Pois bem! Para quem quiser ou precisar utilizar gabaritos, uma pequena modificação e o modelo de questão estará adaptado.

Cada uma das quatro afirmações deverá ter um valor. A primeira valerá 1, a segunda valerá 2, a terceira 4 e a quarta 8. O resultado da questão, a ser anotado como resposta no gabarito, será a soma dos valores das afirmações verdadeiras.

Os resultados possíveis serão diferentes, para cada combinação diferente de respostas: de 0 a 15.

Por exemplo, quando as afirmações 1 e 2 forem verdadeiras, sua soma (resultado a ser anotado no gabarito) será 3, e quando as afirmações 1, 3 e 4 forem verdadeiras, o resultado será 1 + 4 + 8 = 13.

Este modelo de provas mantém as vantagens do modelo descrito anteriormente, mas simplifica a anotação de respostas num gabarito. Porém, exigirá treinamento dos alunos, para que calculem e marquem o resultado com segurança.

O gabarito conterá apenas o número de cada questão e o espaço para se anotar a soma das afirmações verdadeiras. Além disso, a questão precisará ter uma pontuação única, pois ficará dificultado calcular acerto (1,0) e meio acerto (0,5).

O segredo de Messi

maio 3rd, 2011 | 0 comments

As jogadas de Messi, o jogador que mais tem encantado o mundo nestes tempos, possuem um segredo simples.

Uma vez tomei contato com uma frase que dizia: “Potência não é nada sem controle”. Descobri que era uma propaganda da Pirelli. Esta frase me ensinou sobre os limites da potência, coisa que eu nunca havia parado para pensar.

As jogadas principais de Messi são ataques com bola nos pés, em velocidade. Ele demonstra uma potência muscular acima da média, nas suas arrancadas e mudanças de direção. Porém, há muitos jogadores, aqui mesmo no Brasil, com potência igual ou superior à dele, que não chegam a ter o mesmo sucesso. O segredo de Messi não é sua explosão muscular.

Leis da física dão conta de explicar que um atacante que venha em velocidade consiga passar facilmente por um defensor parado. Mas não é uma manobra de sucesso 100% garantido. Para passar pelo defensor, o atacante terá frações de segundo para avaliar e tomar a melhor decisão. Ele irá avaliar sua velocidade e a do defensor, a direção do deslocamento do defensor, a comunicação corporal para antecipar o que ele pretende fazer, e julgar qual tipo de manobra terá mais chances de aproveitar esta situação: um drible em meia-lua, uma pedalada, um corte, etc.

O jogador dificilmente terá mais que um segundo para avaliar e decidir. Ele estará em alta velocidade. Não são todos os jogadores que são formados para avaliar e decidir corretamente, em velocidade. Messi tem essa habilidade e ela é o segredo de suas jogadas: o controle para que sua potência seja perfeitamente aproveitada.

O que o professor de futebol diz ao seu aluno quando ele tenta driblar, num treino? Que ele não está jogando sério? Que está jogando errado? No meu contato com treinadores de futebol, ainda não conheci alguém que incentivasse a prática do drible, que mesmo planejasse o treinamento do drible, da tomada de decisão e da avaliação em alta velocidade. Não há metodologia, não há incentivo, não há preparo do professor! Creio que Messi e Neymar sejam tipos de rebeldes do treinamento de futebol, que é inimigo do drible.

Ah, futebol… Como você poderia ser melhor!